(0xx11) 3846.8148 ou 3045.8308 mandelli@mandelli.com.br

DEPOIS DE PASSAR ANOS REPETINDO O REFRÃO “PESSOAS SÃO NOSSO MAIOR PATRIMÔNIO”, AS EMPRESAS AS DEMITEM PARA REDUZIR CUSTOS? FIQUEI CONFUSO!!

Todos sabemos que o País vive uma crise sem precedentes nos últimos 25 anos. Vamos demitir pessoas? Nossas empresas já estão enxutas, pois os tempos em que o barco podia ter não agregadores de valor já se foi. Graças a instrumentos como curva forçada de desempenho, gestão por competências e avaliação de desempenho, só sobraram os poucos remadores….. ótimos.

Depois de passar anos repetindo o refrão ”pessoas são nosso maior patrimônio”, as empresas vão cortá-las para reduzir  custos?  Deixa-me confuso tal atitude: pessoas são patrimônio ou custos? Ninguém nega que o momento é de guerra. Algum general, em sã consciência, demite soldado preparado e disposto em plena guerra? Não!!

Ele convoca os soldados para a batalha de ser competitivo em um ambiente hostil de negócios. Cortar pessoas pode apenas ser uma medida fácil e rápida, mas não é a solução sempre mais acertada. O mesmo se pode dizer sobre cortar as bases da meritocracia, que estão nos salários, na remuneração flexível, nos bônus, nas promoções, no treinamento, em tudo que envia a mensagem de que vale a pena estar lá. Qual a alternativa?

Parece termos a oportunidade de travar uma luta ferrenha à  baixíssima produtividade, à perda de tempo com reuniões infindáveis, aos programas de melhoria que não melhoram nada, aos processos que não agregam valor, às relações frias e distantes com clientes e fornecedores, aos níveis hierárquicos.

“Uma rede de lojas agarrou a oportunidade, por exemplo: jogou todos os diretores no mercado para descobrir o que de inteligente os concorrentes estavam fazendo e eles e, em um gabinete de guerra das 19 horas em diante, decidem o que mudar/ implementar no dia seguinte: desenham o necessário durante a madrugada.

No dia seguinte as lojas sempre abrem com inovações. Guerras são assim: pedem que alteremos a estrutura e os rituais do barco ao invés da cômoda solução de demitir, mostre que é um líder de fato, convoque seus remadores para lutar como soldados, retendo todos que agregam valor ao negócio e aumentando os fatores de meritocracia.  Um dia, a paz voltará; sabemos que a economia é cíclica. E você os terá a seu lado para quando isso acontecer!

Depois de um grande avanço na implantação de programas de motivação que realmente elevaram a produtividade, as pessoas estão exaustas!!! É hora de trazer pessoas  com motivos e felizes para a organização e mantê-las assim!!