(0xx11) 3846.8148 ou 3045.8308 mandelli@mandelli.com.br

Porque tenho me dedicado tanto ao externo? Será que tenho pensado sobre como fazer as coisas ou meu foco está absolutamente em o que preciso fazer para chegar lá? Chegar lá? Onde será que é este “lá”?

Temos atendido muitas pessoas em nossos processos de coaching e mentoring e percebemos cada vez mais que a lupa da realidade das pessoas está com sérios problemas, por vezes riscadas, por vezes trincadas e muitas vezes até quebradas.

O que acontece é que estamos tão focados no externo, que esquecemos ou deixamos para um segundo plano o olhar para nós mesmos…Estamos habituados a virar a nossa lupa de realidade para fora, para o cenário e para as outras pessoas e pouquíssimas vezes, estamos virando-a para nós mesmos e avaliando o que temos feito com nossas próprias carreiras e objetivos.

É a partir desta necessidade, tão atual em nosso cenário organizacional, que vejo a necessidade em pontuar alguns alertas para que você identifique os antídotos para as toxidades do seu dia a dia, que se acumulam e acabam por tornarem-se toxidades crônicas

1.        Invista tempo em conhecer a si mesmo

Quando você não consegue identificar as emoções que fazem o seu drive de vida, você vai fazendo as coisas sem avaliar o impacto delas em você e mesmo nos outros. A partir do momento que você consegue identificar suas emoções e gerenciá-las para obter os resultados almejados, você amadurece…

Note que suas emoções geralmente resultam num padrão de comportamento, assim, ao identificar as emoções, você autogerencia as suas atitudes.

2.        Tenha uma atitude mental positiva

A atitude mental positiva é o reforço da crença de que você pode decidir como reagir a determinadas situações difíceis em prol de si mesmo. Não é mentir para si mesmo, é sobre capacitar-se mentalmente. Quanto mais positivo, menor o seu stress, quanto menor o stress menor a sua liberação de cortisol e quanto menor esta liberação, maiores seus níveis de ocitocina, que te ajudam no seu bem estar.

3.        Presenteie-se

Faça isso de forma imaginária ou de forma material, reforce a sua atitude positiva face aos obstáculos e situações de vida difícil, com um presente. Você não pode nem deve delegar o reconhecimento e as recompensas às outras pessoas, pelo contrário, você deve celebrar a si mesmo! Quando colocamos na mão do outro o reconhecimento que merecemos ou achamos que merecemos, podemos acabar nos frustrando…e a frustração gera stress e novamente níveis de cortisol podem nos levar a estados doentios. Presenteie-se, seja independente e autônomo na celebração de suas conquistas.

Parece fácil, mas não é! Fomentar pensamento otimistas e guiarmos nossa performance pessoal neste trilho de gestão emocional demanda muito treino mental. Comece hoje!

Não se contente em manter uma lupa riscada, trincada ou quebrada em seu bolso, as suas 24 horas tem grande valia no seu sucesso! Não desperdice seu precioso tempo com mimimi, faça a sua parte. Gerencie a si mesmo antes de gerenciar o outro.

Chegar “lá”, nada mais é do que chegar na sua mais alta performance emocional, quando você muda, o seu entorno muda…

 

Livia Mandelli

PhD Comportamento Humano

Reshape Comportamental